fique por dentro de floripa

- Economia e Negócios - Manifesto do Sindilojas pelo não fechamento do comércio na Grande Florianópolis

11.11.2020

Manifesto do Sindilojas pelo não fechamento do comércio na Grande Florianópolis

11.11.2020
Manifesto do Sindilojas pelo não fechamento do comércio na Grande Florianópolis
Foto: Paulino de Melo Wagner, presidente do Sindilojas de Florianópolis e Região

A responsabilidade de cada um – um chamamento

Paulino de Melo Wagner,
presidente do Sindilojas de Florianópolis e Região


Espera-se que após o fim das eleições municipais Florianópolis não tenha um novo lockdown. Há quase uma semana, a Grande Floripa voltou para a bandeira vermelha para o risco de transmissão do novo coronavírus.

Neste sentido, gostaria de chamar a atenção para a gravidade da possibilidade deste novo fechamento do comércio em véspera de Natal. O setor lojista da região ficou 45 dias, entre março e abril, sem abrir as portas. Depois de autorizado, reabriu com restrições que perduram até hoje e que, sim, prejudicam as vendas - quem é que gosta ou consegue comprar uma peça de roupa sem poder provar?
Mesmo assim, desde o primeiro momento incentivamos para que todos os empresários do setor trabalhassem na criação de ações e de promoções para que conseguissem recuperar um pouco dos resultados. A verdade é que o comércio varejista se reinventou: criou a tele-entrega, o take away, as vendas por redes sociais e pela internet.

O comércio não teve Páscoa, não teve Dia das Mães, registrou um Dia dos Namorados fraco. O Dia dos Pais um pouco melhor, mas ainda aquém do esperado. Também passou pela Semana do Brasil e pelo Dia das Crianças com resultados ok, e agora se encaminha para a Black Friday e para o Natal cheios de expectativas. É certo que estes estabelecimentos sejam fechados justo agora? Seria, mais uma vez, um duro golpe no comércio que poderia causar inclusive o fechamento definitivo de centenas de negócios.
Ao mesmo tempo em que se estima que mais de 86 milhões de pessoas devam ir às compras neste Natal aqui no Brasil, o que deve movimentar cerca de R$ 38,8 bilhões no setor de comércio e de serviços – redução significativa em relação a 2019, mas ainda assim números bastante expressivos para o momento –, temos de conviver com a incerteza de um novo fechamento.
Antes de qualquer coisa, precisamos cuidar da nossa saúde. Por isso, quero fazer um chamamento à responsabilidade de cada um, para que possamos seguir nossas vidas trabalhando. Colaborar para que haja a redução dos números de casos é dever de todos, é sinal de empatia. Respeite os avisos, colabore com o distanciamento social, use máscara, não frequente eventos que não estão permitidos, vá à praia, mergulhe e volte para a casa. Enquanto não tivermos uma vacina contra a Covid-19, precisamos trabalhar em comunidade para o bem de todos.

Conteúdos relacionados

Ver mais conteúdos

Iguatemi 365 chega em Florianópolis

30.11.2020

Iguatemi 365 chega em Florianópolis

Koerich com lojas abertas neste sábado e domingo

27.11.2020

Koerich com lojas abertas neste sábado e domingo

Lojistas catarinenses projetam aumento de vendas no Natal 2020

25.11.2020

Lojistas catarinenses projetam aumento de vendas no Natal 2020

Saiba mais sobre Florianópolis no deolhonailha.com.br O DeOlhoNaIlha é um portal de propriedade da NacionalVOX - Agência Digital, de Florianópolis. Seu lema é "Fique por dentro de Floripa" e seu objetivo é deixar os moradores e visitantes da Ilha da Magia muito bem informados sobre tudo o que acontece na cidade e região.

Anuncie no portal.
Entre em contato.