fique por dentro de floripa

- Geral - Cidades Invisíveis arrecada doações para a comunidade do Mocotó, que foi fortemente atingida pelas chuvas em Florianópolis

27.01.2021

Cidades Invisíveis arrecada doações para a comunidade do Mocotó, que foi fortemente atingida pelas chuvas em Florianópolis

27.01.2021
Cidades Invisíveis arrecada doações para a comunidade do Mocotó, que foi fortemente atingida pelas chuvas em Florianópolis
Foto: Divulgação

 

Plano de ação do projeto visa garantir a segurança dos moradores e ajudar na reconstrução de casas

 

Santa Catarina, janeiro de 2021 - Depois de duas semanas de chuvas intensas em Florianópolis, que tornaram mais difícil a vida em várias regiões, o projeto Cidades Invisíveis fez um plano de ação para ajudar moradores da comunidade do Mocotó, localizada no maciço do Morro da Cruz. Foram pelo menos dois muros de contenção desabados, causando a destruição de quatro casas onde vivem 15 pessoas. O Projeto Cidades Invisíveis foi alertado pelas lideranças da comunidade com um pedido de socorro. No local, os moradores relataram os momentos de angústia ao se deparar com suas casas destruídas pela chuva e interditadas pelo risco de novos desabamentos. As doações poderão ser feitas via depósito bancário ou vaquinha online

Sem ter para onde ir, os proprietários continuam no local, buscando ajuda de amigos próximos, ONGs, prefeitura e da própria comunidade que já iniciou uma campanha para arrecadar recursos para dar apoio às famílias atingidas.  No primeiro momento, é importante garantir a segurança e o mínimo de conforto para estas famílias através do fornecimento de abrigo. Neste sentido, o Projeto Cidades Invisíveis já está em contato com a secretaria de assistência social em busca desta solução. 

Na segunda etapa, com a autorização da Defesa Civil, será iniciada a limpeza do local e remoção dos escombros. Os próprios moradores estão mobilizando ajuda de diversas partes e reuniram cerca de 30 voluntários para o próximo sábado (dia 29/01). Uma das casas foi interditada pela defesa civil e terá que ser removida para manutenção do muro de contenção que sofre sérios riscos de desabamento.

Na terceira fase, com a arrecadação de recursos e materiais, serão iniciadas as obras de reconstrução das casas. As famílias pedem todo tipo de doação, desde material de construção, roupas de cama, de vestir, além de alimentos e produtos de higiene pessoal. Devido ao caos, alguns estão impedidos de trabalhar, o que deixa mais profundo o desespero destas famílias. A lista de materiais que podem ser doados conta com contratação de papa entulho, materiais para obra, roupas, roupas de cama e alimentos.

 

Doação pelo Projeto Cidades Invisíveis:

Banco do Brasil

Agência. 4428-8

Cc. 19227-9

PROJETO SOCIAL CIDADES INVISÍVEIS LTDA

CNPJ: 20.812.195/0001-81

PIX:20812195000181

Contato (whatsapp) do Projeto Cidades Invisíveis para tirar dúvidas: +55 48 9135-2012

 

Doação direta às famílias:

Wuellesson A. L. Assis

Ag. 1078

Operação: 013

Conta: 00051317-2

CPF: 084.194.829-19
PIX: 08419482919

Fotos: Cidades Invisíveis, divulgação

Conteúdos relacionados

Ver mais conteúdos

MPF é favorável a pedidos do Procon-SC em ação contra reajuste da tarifa de energia elétrica

24.02.2021

MPF é favorável a pedidos do Procon-SC em ação contra reajuste da tarifa de energia elétrica

Instituto Guga Kuerten retoma atividades presenciais

23.02.2021

Instituto Guga Kuerten retoma atividades presenciais

Nova sede do 21º Batalhão de Polícia Militar é entregue em Florianópolis

22.02.2021

Nova sede do 21º Batalhão de Polícia Militar é entregue em Florianópolis

Saiba mais sobre Florianópolis no deolhonailha.com.br O DeOlhoNaIlha é um portal de propriedade da NacionalVOX - Agência Digital, de Florianópolis. Seu lema é "Fique por dentro de Floripa" e seu objetivo é deixar os moradores e visitantes da Ilha da Magia muito bem informados sobre tudo o que acontece na cidade e região.

Anuncie no portal.
Entre em contato.